medicina preventiva

vacinas

Varicela

Via de aplicação

Subcutânea

 

Esquema de vacinação

Para crianças: a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e de Imunizações (SBIm) recomendam como rotina duas doses da vacina varicela: a primeira aos 12 meses e a segunda entre 15 e 24 meses de idade. Essas doses coincidem com o esquema de vacinação da vacina SCR e, portanto, o uso da vacina SCR-V pode ser adotado 

Nota 1: aos 12 meses, na primeira visita, aplicar a primeira dose da tríplice viral e varicela em administrações separadas (SCR + V) (preferencialmente) ou com a vacina quádrupla viral (SCR-V). A segunda dose de tríplice viral e varicela, preferencialmente com vacina quádrupla (SCR-V), pode ser administrada a partir dos 15 meses de idade, mantendo intervalo de 3 meses da dose anterior de SCR, V ou SCRV 

Nota 2: em situação de surto na região de moradia ou na creche/escola, ou ainda quando há um caso de varicela dentro de casa, a primeira dose da vacina pode ser aplicada  a partir dos 9 meses de idade em bebês - essa dose aplicada antes dos 12 meses será desconsiderada no futuro e a criança deverá tomar as duas doses de rotina, conforme descrito acima 

Para crianças mais velhas, adolescentes e adultos suscetíveis são indicadas duas doses com intervalo de 1 a 2 meses 

Nota 1: é considerada adequadamente vacinada a criança que tenha recebido duas doses da vacina após 1 ano de idade 

Nota 2: até 12 anos de idade, considerar a aplicação de vacina combinada quádrupla viral (SCR-V)

 

Indicação

Recomendada de rotina para crianças a partir dos 12 meses de idade (excepcionalmente em situações de surto, por exemplo, também para crianças menores - a partir dos 9 meses de idade)

Todas as crianças, adolescentes e adultos suscetíveis (que não tiveram catapora) devem ser vacinados

 

Contraindicação

Gestantes

Mulheres em idade fértil devem evitar engravidar por 4 semanas após a vacinação

Pessoas com deficiências imunológicas por doença ou uso de medicação que causam imunossupressão:

Pessoas que usaram medicamentos imunossupressores (ex: corticóide) devem ser vacinados pelo menos 1 mês após a suspensão do uso do medicamento

Pessoas em uso de quimioterápicos contra câncer, ou outro medicamento que cause imunossupressão, só podem ser vacinadas 3 meses após a suspensão do tratamento

Pessoas que receberam transplante de medula óssea só podem ser vacinadas de 12 a 24 meses após a cirurgia

História de anafilaxia após aplicação de dose anterior da vacina ou a algum componente

A vacinação deve ser adiada em caso de febre ou doença aguda


  • Verificar a disponibilidade das vacinas com a nossa equipe.
  • Para agendamento, ligue em nossa central.
  •       13 3281-3000
          13 99610-9324
  • Os pacientes devem trazer pedido médico indicando a vacina, caso a mesma esteja fora do calendário nacional de vacinação.
  • >